Descorando o escritório

Postado em 29 abril , 2013

Para muita gente, o escritório acaba virando uma casa longe de casa. A não ser que exista a possibilidade de ter um home office, é neste ambiente que se passa uma boa parte do tempo. O espaço, assim como qualquer outro, deve passar uma mensagem para aqueles que entram. Que mensagem você deseja passar? Antes de decorar, pense no que uma pessoa pensa ao entrar no escritório pela primeira vez.

Na hora de decorar o escritório, o ideal é encontrar o equilíbrio entre o conforto de casa com uma imagem mais profissional. Poltronas, cadeiras ou sofás devem ser confortáveis, pois as conversas de negócios podem durar longos períodos. Comprar peças separadamente pode ser um melhor investimento do que comprar as combinações propostas pelos catálogos especializados. Escolha peças com estilo e cores similares.

Outra boa dica é investir em equipamentos e móveis ergonômicos para todos os funcionários. No fim das contas, problemas como tendinite, síndrome do túnel do carpo, de coluna, de vista, dentre outros, acabam prejudicando a empresa por diminuir a produtividade da equipe.

Cores mudam tudo num ambiente. Caso o trabalho exija mais seriedade – como advocacia ou engenharia – tons pastéis e cores neutras são mais indicados. Isso não impede, é claro, que outras cores e tonalidades sejam utilizadas na decoração, mas elas devem ser usadas com parcimônia. Se a ocupação estiver relacionada à criatividade, é esperado que isso também apareça na decoração do ambiente. Mais uma vez, cuidado para não exagerar.

Por fim, limpeza e organização são essenciais. Se existem muitos documentos em papel, não custa nada tirar um tempo do dia para olhar pelo menos uma caixa, gaveta ou outro organizador de cada vez. Essa pequena mudança ajuda até a mudar o ânimo de quem está trabalhando.

Espaços mais descontraídos também precisam ser criados com cuidado

Espaços mais descontraídos também precisam ser criados com cuidado